Páginas

quinta-feira, janeiro 31

Grande comemoração e fotos ruins...




Celebrar a amizade, o amor, a vida, a felicidade, tudo isso e mais um pouquinho.
Estar com amigos de infância nos faz reviver bons momentos. O casamento de uma amiga de infância me proporcionou muitos sentimentos bons e uma saudade sem fim do tempo que era criança.
Além dos bons sentimentos e da grande saudade, ficam as fotos ruim, mas que valem a pena de qualquer maneira!

Bjos'ss

domingo, janeiro 27

Luto ...


Morri em Santa Maria hoje. Quem não morreu? Morri na Rua dos Andradas, 1925. Numa ladeira encrespada de fumaça. 
A fumaça nunca foi tão negra no Rio Grande do Sul. Nunca uma nuvem foi tão nefasta. 
Nem as tempestades mais mórbidas e elétricas desejam sua companhia. Seguirá sozinha, avulsa, página arrancada de um mapa. 
A fumaça corrompeu o céu para sempre. O azul é cinza, anoitecemos em 27 de janeiro de 2013. 
As chamas se acalmaram às 5h30, mas a morte nunca mais será controlada. 
Morri porque tenho uma filha adolescente que demora a voltar para casa. 
Morri porque já entrei em uma boate pensando como sairia dali em caso de incêndio. 
Morri porque prefiro ficar perto do palco para ouvir melhor a banda. 
Morri porque já confundi a porta de banheiro com a de emergência.
Morri porque jamais o fogo pede desculpas quando passa. 
Morri porque já fui de algum jeito todos que morreram. 
Morri sufocado de excesso de morte; como acordar de novo? 
O prédio não aterrissou da manhã, como um avião desgovernado na pista. 
A saída era uma só e o medo vinha de todos os lados.
Os adolescentes não vão acordar na hora do almoço. Não vão se lembrar de nada. Ou entender como se distanciaram de repente do futuro.
Mais de duzentos e cinquenta jovens sem o último beijo da mãe, do pai, dos irmãos.
Os telefones ainda tocam no peito das vítimas estendidas no Ginásio Municipal. 
As famílias ainda procuram suas crianças. As crianças universitárias estão eternamente no silencioso. 
Ninguém tem coragem de atender e avisar o que aconteceu.
As palavras perderam o sentido.

Fabrício Carpinejar

quinta-feira, janeiro 24

Sol, piscina e muitas dúvidas ...



  


Esta postagem está atrasada, um pouco pela falta de tempo e as grandes mudanças que tenho passado, trabalho novo, preocupação com os próximos estágios da faculdade, tcc...
No fim tudo está dando certo, mas tenho repensado várias coisas em minha vida, o blog está entre elas, este espaço tem sido pra falar do que eu gosto, fazer amigos, postar fotinhos, etc, etc, etc... Mas será que alguém realmente acha o blog legal, ele traz alguma informação importante ou eu tenho apenas criado lixo virtual em prol da minha satisfação?
Realmente ainda não sei as respostas, mas tenho pensado bastante, e quem quiser dar sua opinião, eu agradeço muito mesmo!!


Bjos'ss

terça-feira, janeiro 22

Martin Pyper ...


A partir de uma rede de pregos e um punhado de fios surgem as mensagens do holandês Martin Pyper. Ele transcreve a obra de Dylan Thomas a partir de uma tipografia singular. O artista traduz trechos da obra do poeta criando quadros experimentais, que constam no portfólio de seu estúdio de design gráfico. As obras fogem dos layouts criados em computador e exigem trabalho árduo, tudo escrito à mão ao longo de vários dias.






Bjos'ss

segunda-feira, janeiro 21

Lindo mas brabo ...




As visitas a casa do meu irmão mais velho sempre guardam surpresas, seja algo diferente para comer, uma mudança na casa, ou até mesmo um novo integrante na família. Desta vez conheci o patinho (danado que deixou marcas no meu braço e mãos), apesar das minhas tentativas, nós não vamos ser amigos, ele não gostou mesmo de mim, mesmo assim fica a foto, por que ele é mesmo lindo!

Bjos'ss

sexta-feira, janeiro 18

Menta ...

 Impossível não se apaixonar por esta cor, leve, alegre e refrescante.
Apesar de não ter nenhuma pecinha de roupa nesta cor,
estou realmente apaixonada!





Bjos'ss

quarta-feira, janeiro 16

Johan Thornqvist ...


Em meio à correria diária, muita gente não nota a beleza da paisagem e nem mesmo consegue imaginar uma cena lúdica envolta em tanta repetição.
O artista sueco Johan Thornqvist propõe uma nova visão do mundo criando ilustrações que parecem ter saído de um sonho.
O artista mistura imaginação e realidade transformando fotografias de rios, vales, estradas e outros tantos objetos urbanos em arte, acrescentando a eles um toque lúdico cheio de personagens encantadores. 


   



Bjos'ss

sexta-feira, janeiro 11

Bandeira ...

 

Postagem especial para o desafio do Blog Fotos de Quinta, o tema escolhido pela Ana foi bandeiras, quando li lembrei de imediato desta foto, o maninho em um jogo do Caxias (nosso Grenazinho amado).
A foto foi feita por mim, e faz parte da minha coleção de grandes  e bom momentos vividos ao lado do mano do meu coração!

Espero que tenham gostado da foto!

Bjos'ss 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...